TCU fará conferência aleatória de boletins em 4.161 urnas eletrônicas

Em parceria com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Tribunal de Contas da União (TCU) vai selecionar, de forma aleatória, 4.161 urnas eletrônicas em operação no dia da votação para checar resultados com os boletins de urnas.

Serão 577.125 urnas disponíveis para votação das Eleições 2022, incluindo a reserva técnica do TSE.

De acordo com as informações divulgadas, as vias impressas dos boletins de urna serão coletadas nas sessões eleitorais por auditores do TCU, que estarão nas capitais dos estados e no Distrito Federal. Os profissionais vão comparar a informação do documento físico com os dados disponibilizados pelo TSE na rede.

O TCU dará ciência ao TSE sobre a amostra selecionada após a conclusão dos procedimentos de totalização e recebimento dos respectivos dados.

Com essa ação, o TCU atestará que a informação exposta ao público na seção eleitoral é a mesma que é totalizada pelo TSE e que compõe o resultado final da eleição.

O boletim de urna é um dos principais instrumentos de transparência das eleições colocados à disposição da sociedade. Tradicionalmente afixado na porta da sessão eleitoral, nas Eleições 2022 ele também estará na internet.

O TSE vai fornecer esse serviço logo após o fechamento das urnas. Em anos anteriores, os boletins eram publicados na internet em até três dias depois do pleito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.