Setembro Verde: Instituto do Bem realiza caminhada para incentivo à doação de órgãos

Visando a conscientização da população sobre a doação de órgãos, o Instituto do Bem (iBem) realiza, no próximo dia 24 de setembro, a VIII Caminhada pela Vida. O evento faz parte da programação do Setembro Verde, campanha nacional de conscientização sobre a importância de salvar vidas através da doação para transplantes. A concentração para o evento será às 7h30, no Campus do IFRN da Salgado Filho e seguirá até a Cidade da Criança, com chegada prevista para 9h30.

Criado em 2011, o iBem trabalha em todo o processo do transplante, conscientizando a população para aumentar o número de doações de órgãos, oferecendo assistência multidisciplinar (médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, dentistas, assistentes sociais, entre outros) para os pacientes que precisam se manter na lista de espera para o transplante, e ainda, cuidando daqueles que já conseguiram efetivar a cirurgia.

A temática da conscientização sobre a doação de órgãos é fundamental para salvar vidas. Hoje, no Brasil, há mais de 51.600 pessoas esperando um órgão, sendo 733 no RN. Mais de 16 mil pessoas morreram esperando um órgão somente de janeiro a junho de 2022, sendo 100 deles potiguares, segundo dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). A recusa de doação de órgãos no Brasil é 44%, sendo ainda maior no RN, onde chega a 67%.

Na caminhada do dia 24, serão realizadas ações de conscientização e distribuídas gratuitamente 100 camisetas temáticas da campanha. Elas também estarão disponíveis para venda no site even3.com.br/viiicaminhadapelavida, com renda revertida para as ações do Instituto. No mesmo endereço eletrônico é possível fazer a inscrição para a caminhada. Além desta ação de mobilização do dia 24, a campanha do setembro verde do iBem inclui divulgação de mídia, com outdoors em diversos pontos da cidade e a realização de palestras temáticas.

Dia nacional da Doação de Órgãos

No dia 27 de setembro celebra-se o Dia Nacional da Doação de Órgãos. É uma data emblemática para o Instituto, que comemora casos de sucesso como o de Maria Luyza Oliveira, de Santo Antônio. Hoje com 16 anos, ela é acompanhada pelo Instituto desde os 9 anos, mesmo antes de fazer seu transplante renal em 2019.

Para a assistente social do Instituto do Bem, Brenda Cirne, a data tem extrema importância, para que casos como o de Maria Luyza possam se multiplicar. “Sempre foi um momento importante porque é um tema delicado que as pessoas evitam falar, porque falar de doação é falar de morte, então o dia 27 foi criado para abordarmos o assunto e divulgarmos o quanto a doação é importante e deve ser encarada como uma possibilidade”, diz.

Brenda Cirne destaca que as ações presenciais de conscientização (como as caminhadas e palestras) do Instituto haviam sido suspensas, em 2020 e 2021, pela pandemia. “Depois de dois anos sem ter nenhuma ação presencial imaginamos que esse ano se torna urgente realizar a caminhada e levantar esse assunto na sociedade potiguar”, fala a assistente social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.