Secretário do RN desabafa após não conseguir cancelar plano de saúde de filho falecido

O secretário de Planejamento do Rio Grande do Norte, Aldemir Freire, foi às redes sociais nesta quarta-feira (10) para criticar a postura da operadora do plano de saúde de sua família devido à burocracia para o cancelamento do plano em nome de seu filho, que faleceu recentemente.

Segundo Freire, a Unimed Natal se mostrou insensível ao luto da família e manteve as cobranças indevidas. No relato publicado no Twitter, Aldemir Freire disse que solicitou, “com o coração em pedaços”, exclusão do filho do plano de saúde. Ele havia falecido 5 dias antes.

Segundo Aldemir Freire, contudo, ele teve que ouvir, “aos prantos, longo texto, pasmem, sobre a impossibilidade contratual de reverter tal exclusão”.

“Como se não bastasse a insensibilidade da @unimednatal naquele momento, hoje descubro que a fatura veio sem a exclusão. Tive que reunir forças que não tenho para ligar novamente para a empresa. Fui surpreendido com a informação que a exclusão não foi feita porque nesses casos tem que ser por e-mail”, postou Aldemir Freire.

“Ora, em momento nenhum na outra ligação, com duração de mais de 11 minutos, eu tendo informado que meu filho tinha ido a óbito, a @unimednatal falou nesse canal por email. A empresa não tem dimensão do que é submeter um pai a essa dolorosa tarefa”, postou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.