Quem ganhou o debate dos candidatos à Presidência?

Ao fim do primeiro debate entre os candidatos à presidência da República, a pergunta de ouro é quem se saiu vitorioso. O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não foram bem, de acordo com colunistas de política e personalidades nas redes. Já Simone Tebet (MDB) foi bem avaliada.

Promovido pelo UOL, Folha de S.Paulo, Band e TV Cultura, o debate reuniu os candidatos mais bem colocados nas pesquisas: Lula, Bolsonaro, Ciro, Tebet, Soraya e D’Avila.

“Enquanto todas as atenções estavam voltadas para Lula e Bolsonaro, foi Simone Tebet quem teve destaque no primeiro debate da campanha presidencial”, avalia o colunista Chico Alves.

“Com fala serena e segura, Simone atacou prioritariamente o governo atual, mas não deixou de criticar o petista. Foi Simone quem falou de orçamento secreto, maracutaia na compra de vacinas, misoginia de Bolsonaro, mensalão e petrolão. Ela foi a surpresa da noite”, conclui Alves.

Em pesquisa qualitativa realizada pelo Datafolha, em tempo real, Tebet também foi a melhor avaliada no debate. Em segundo lugar, ficou Ciro Gomes. Já o pior desempenho ficou com Bolsonaro.

O colunista André Santana concorda que Simone Tebet ganhou o debate. “A candidata foi firme nas críticas, tanto ao atual governo, quanto às gestões petistas. Não vacilou nesta estratégia nem mesmo quando o ex-presidente Lula levantou sua bola, elogiando sua atuação na CPI. Apesar de ser muito mais contundente contra a gestão bolsonarista, por motivos óbvios, não poupou acusações de corrupção nos governos anteriores”.

O jornalista Leonardo Sakamoto destacou Tebet e Ciro. “Foram bem melhores que os demais. Lula jogou pelo empate e sinalizou para Tebet e Ciro para o 2º turno. Bolsonaro foi para o ataque contra o petista e pode ganhar rejeição entre mulheres pelo ataque à Vera Magalhães”.

Para o jornalista Ricardo Kotscho, apesar da expectativa do debate circular em torno de Lula e Bolsonaro, quem venceu foram os demais quatro candidatos: “Quem ganhou foram eles, os franco-atiradores, batendo nos dois favoritos. Só que isso, a essa altura, não vai mudar nada na fila do pão”.

O colunista Tales Faria destaca o desempenho de Soraya Thronicke (União Brasil). “Ciro Gomes e Simone Tebet saíram-se bem, aproveitando a exposição na TV. Mas a grande surpresa foi a candidata do União Brasil”.

“Soraya Thronicke, que nem sequer pontuou nas pesquisas de opinião até aqui, desferiu os golpes mais fortes contra a misoginia de Bolsonaro ao se solidarizar com a jornalista Vera Magalhães e com a própria Simone contra os ataques raivosos que sofreram de Bolsonaro”, avalia Faria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.