PT faz “arrancada” do 2º turno em campanha para Lula nesta quinta (06) em Natal

O PT realiza nesta quinta-feira (06) uma “arrancada” do 2º turno na campanha para eleger novamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O ato será realizado na Praça da Árvore de Mirassol, em Natal, a partir das 18h. A presença da governadora reeleita Fátima Bezerra já está confirmada, assim como dos demais parlamentares petistas eleitos para a próxima legislatura na Assembleia Estadual e Câmara Federal.

Júnior Souto, presidente do PT-RN, diz que o momento é de “jogar a militância para cima” e retomar a alegria. “É para fazer o reconhecimento da conquista que nós tivemos, da necessidade de maior comprometimento da militância, para que o Brasil possa de fato alcançar uma vitória que derrote o fascismo e o conjunto das políticas neoliberais que tem afrontado os interesses do trabalho e trazido um ambiente de ódio e de violência no Brasil”, afirma.

Segundo o dirigente, o ato deve contar com atrações como manifestações culturais, pinturas e exposições. “Queremos fazer uma coisa agradável e que possa ser de fato uma arrancada para que a militância natalense cumpra o papel de ampliar os resultados que nós alcançamos, para que a gente tenha contribuição necessária ao projeto nacional de eleição de Lula no segundo turno”, explica.

No primeiro turno, o petista alcançou 62,98% dos votos no Rio Grande do Norte, uma maioria de mais de 641 mil votos sobre o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL). Para ampliar a margem local e nacionalmente, Souto diz que as conversas e reuniões já estão sendo feitas, com a população e outros dirigentes partidários. 

Na segunda-feira (03), dia seguinte à votação, a federação Brasil da Esperança, que reúne PT, PCdoB e PV, já se encontrou em Natal. A governadora Fátima também tem mantido conversas com o segundo colocado ao Senado, Carlos Eduardo (PDT) — que está com Lula, assim como o PDT. A sigla de Lula conversa ainda com o PSB do terceiro colocado para senador, Rafael Motta. A coordenação-geral da campanha de Lula no Estado deve contar com a liderança de Fátima, que já “está mantendo contato com os prefeitos em todo o Estado no plano institucional, conversando com os outros partidos”, diz Souto.

Já nas ruas, o PT deseja manter a militância firme e dialogar com a população sobre a “importância de preservar a democracia brasileira”, explica. “Nós temos mais de 6 milhões de votos [sobre Bolsonaro] e queremos ampliar essa votação”, objetiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *