Outubro Rosa alerta para a prevenção do Câncer de Mama

Anualmente a Campanha Internacional do Outubro Rosa alerta as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce na prevenção do Câncer de Mama. Durante todo mês de outubro, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), em parceria com as secretarias municipais de saúde, órgãos e entidades da sociedade civil, se mobilizam para intensificar a realização de ações educativas e informativas relacionadas à prevenção.

O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo, no Brasil e no Rio Grande do Norte. O Instituto Nacional do Câncer (INCA/MS), estima 1.130 casos novos de câncer de mama para cada ano do triênio 2020-2022 no RN, o que representa 61,85 casos para cada 100 mil mulheres. No Brasil, a previsão é de 66.280 casos novos/ano, o que corresponde a 61,61 casos para cada 100 mil mulheres. As maiores taxas de incidência esperadas ocorreram nas capitais do país.

Mortalidade por câncer de mama

No Rio Grande do Norte, no período de janeiro a agosto de 2022 ocorreram 176 óbitos por câncer de mama feminina, na faixa etária de 30 a 69 anos, o que equivale a um risco de 19,79 por 100 mil mulheres. No mesmo período, os óbitos por câncer do colo do útero representaram 10,57 por 100 mil mulheres (94 óbitos) na faixa etária de 30 a 59 anos.

Independente da condição socioeconômica do país e estado, a incidência desse câncer se configura entre as primeiras posições das neoplasias malignas femininas, seguido dos cânceres de traqueia-brônquios-pulmão, colo do útero, cólon-reto-ânus e estômago.

Fatores de risco

Não existe somente um fator de risco para câncer de mama, no entanto a idade acima dos 50 anos é considerado o mais relevante. Outros fatores também são igualmente importantes e contribuem para o aumento do risco de desenvolver a doença como: fatores genéticos, hereditários, menstruação precoce, menopausa tardia, obesidade, sedentarismo, radiações ionizantes, alimentação inadequada, uso abusivo de bebidas alcoólicas, tabagismo, primeira gestação após os 30 anos, não ter tido filhos.

Prevenção

A prevenção do câncer de mama começa com o autoexame, que a própria mulher deve fazer mensalmente a partir dos 20 anos de idade, apalpando as mamas. Ele deve ser feito entre o quarto e o sexto dia depois do fim do fluxo menstrual. As mulheres que não menstruam devem escolher uma data para fazer a avaliação.

É importante ficar atenta a sinais e sintomas como: nódulos palpáveis na mama ou região das axilas; alterações na pele que recobre o local do nódulo; região da mama com aspecto parecido a uma casca de laranja; saída de secreção.

Além do autoexame, é importante que mulheres acima de 50 anos realizem a mamografia de rastreamento, mesmo sem perceber nenhum sinal ou sintoma. Esse é o único exame que permite descobrir o tumor em sua fase inicial, em que a probabilidade de cura é 95%.

Alguns hábitos também ajudam a reduzir os fatores de risco para o câncer de mama em até 28%. São eles: praticar exercícios físicos; alimentar-se de forma saudável; manter o peso corporal adequado; evitar o consumo de bebidas alcoólicas; amamentar; usar hormônios sintéticos apenas com prescrição médica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *