Justiça cassa mandato do vereador de Parnamirim Diogo Rodrigues e deixa inelegível por 8 anos

O Ministério Público Eleitoral acaba de publicar decisão em que cassa o mandato do vereador do município de Parnamirim Diogo Rodrigues da Silva, e deixa inelegível por 8 anos.

No processo ainda constam os nomes dos servidores: Isabel Maria Marques Romeiro, Suélia Santos Cunha, Ana Maria Ferreira Lopes e Nicole Anacleto de Góes, então servidores da Central de Regulação de Parnamirim.

De acordo com o processo, todos foram qualificados nos autos, em razão de suposta prática de captação ilícita de sufrágio, abuso de poder econômico e abuso de poder político.

O processo de cassação do vereador é em razão do envolvimento dele no esquema de fraudes dentro da Central de Regulação da Prefeitura Municipal de Parnamirim que ficou conhecido como operação Fura Fila.

A decisão ainda cabe recurso.

Leia a decisão e o documento expedido pelo Ministério Público Eleitoral:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.