Festa do Boi: Governo do RN reforça parceria com setor rural

Edição especial do maior e mais tradicional evento da agropecuária potiguar terá início no próximo sábado e segue até 15 de outubro

Ratificando compromisso com o setor rural potiguar, o Governo do Estado está investindo forte e terá presença maciça na tradicional Festa do Boi, que este ano chega ao seu jubileu de diamante, completando 60 anos de tradição.

A maior feira e exposição agropecuária do Rio Grande do Norte terá, mais uma vez, o espaço denominado “O RN que dá certo” no qual estarão expostas as inúmeras ações do Governo do Estado em prol deste segmento econômico de enorme relevância social.A estrutura será montada no espaço chamado “Gabinete do Governo”, próximo à já tradicional Fazendinha da Emparn.

A própria fazendinha, aliás, já é um ponto que merece destaque. Este ano ela traz como novidade uma Arena, fruto da parceria firmada com o Sistema Nacional de Aprendizagem Rural-Senar RN.

O espaço do Governo do Estado também irá apresentar cases, números e detalhes de ações desenvolvidas pelo setor de Pesca da Secretaria Estadual da Pecuária e da Pesca (Sape/RN), Empresa de Pesquisas Agropecuárias do Rio Grande do Norte (Emparn) e a Centrais de Abastecimento (Ceasa/RN).

Também serão montadas estruturas para divulgação do Mel Potiguar, produto que contou com uma ação de apoio do Governo do Estado.

Em 2021 foi editado decreto regulamentando a lei que trata da atividade de meliponicultura no Rio Grande do Norte. Com ele, os pequenos produtores de mel de abelha nativa, sem ferrão, estão legalmente amparados.

Com a regulamentação, a expectativa do governo estadual é de que a atividade seja impulsionada, com incremento qualitativo e quantitativo da produção e consequente ampliação do mercado, principalmente nas regiões Central, Oeste e Mato Grande, onde há presença mais maciça da cadeia produtiva do mel.

A regulamentação da atividade era uma reivindicação antiga dos produtores porque com a definição de normas para manejo, produção e comercialização, se cria um norteamento para que a extração sustentável desse tipo mel, conhecido pelas suas propriedades medicinais, se expanda no RN.

A abelha sem ferrão e o mel de Jandaíra (tipo de abelha e nome de um município da região do Mato Grande potiguar) são itens de grande tradição e amplo reconhecimento popular.

A ideia é que ele possa ser comercializado nos melhores restaurantes dos grandes centros do país, podendo ser apreciado no Brasil inteiro. É um mercado imenso que se abre.

A Festa do Cavalo 2023 e a Expofruit 2023, que é promovida pelo Comitê Executivo de Fruticultura do RN (Coex) igualmente com apoio do Governo do Estado, também irão merecer destaque. Para o secretário da Sape RN, Guilherme Saldanha, essa edição da Festa do Boi tem motivo ainda mais especial em virtude da celebração de 60 anos de história.

“Para nós é sempre motivo de muita alegria realizar a Festa do Boi, um evento grandioso, que movimenta o nosso agronegócio”, declarou.

A Festa do Boi é uma realização da Associação Norte-riograndense de Criadores (Anorc) em parceria com o Governo do Estado por meio da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape/RN) e do Projeto Governo Cidadão.

Também são parceiros, o Sebrae, a Prefeitura de Parnamirim, a Assembleia Legislativa do RN, Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Agência de Fomento (AGN/RN), Emparn, Emater, Idiarn, Sedraf e Ministério da Agricultura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *