Desde 2018 o RN não alcança a meta de cobertura vacinal infantil para nenhuma vacina de rotina

Crianças são imunizadas na tenda de vacinação

Desde o ano de 2018, o Rio Grande do Norte não alcança a meta de cobertura vacinal preconizada pelo Ministério da Saúde para nenhuma das vacinas de rotina indicadas para as crianças de até um ano de idade.

Dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap/RN) analisados pelo Instituto Santos Dumont (ISD) revelam que a cobertura vacinal infantil do Estado tem apresentado tendência de queda desde antes da pandemia, o que preocupa especialistas da área de saúde diante da possibilidade de retorno de doenças já consideradas erradicadas, como a poliomielite, como relata a preceptora infectologista do ISD Carolina Damásio.“A recusa na vacinação tem sido associada a surtos de varicela, doença pneumocócica, sarampo e coqueluche.

Recentemente, estamos acompanhando relatos de volta de doenças controladas há vários anos, como a poliomielite”, afirma.

De acordo com os dados da Sesap, das 11 vacinas que constam no calendário infantil até 1 ano de vida, apenas as de BCG e Hepatite B atingiram as metas preconizadas de 90% no ano de 2018.

Após esse ano, nenhuma das vacinas obrigatórias atingiu os percentuais indicados pelo Ministério da Saúde, que variam de 90% a 95%.

Assim como outros países do continente Americano, o Brasil foi certificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como livre da poliomielite no ano de 1994. No entanto, a doença, também chamada de pólio ou paralisia infantil, corre o risco de ser reintroduzida no país.

A poliomielite é uma doença contagiosa causada por um vírus, que pode infectar crianças e adultos e levar à paralisia dos membros inferiores nos casos mais graves.

A única forma de prevenção é a vacina, obrigatória para todas as crianças menores de 5 anos.

Entretanto, a cobertura da vacina da pólio apresentou uma das menores taxas de cobertura ao longo dos últimos anos no RN, incapaz de alcançar mais de 80% do público infantil desde 2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.