Cultura: Esso Alencar lança livro “Quase”, mais uma obra de destaque na sua carreira

O poeta Esso Alencar, grande incentivador e apoiador cultural do Rio Grande do Norte, lança mais uma obra. Intitulada “Quase”, o livro trás boas memórias de momentos que o autor vivenciou.”Eu sou filho de músico com professora, criado no sertão potiguar, fui radialista na adolescência e juventude, e mais tarde, com 21 anos, resolvi adotar a música como minha principal profissão. Hoje, 30 anos depois, continuo com a minha trajetória nessa área, apesar de todas as dificuldades que enfrentam os que se arvoram a trilhar esse caminho árduo” destaca Esso sobre sua trajetória.

E não para por aí, ele ainda fez muito trabalho durante esses longos anos de carreira.”Tenho 3 CDs (Bossta Nova – 2006, Alma de Poeta – 2009, Várzea da Caatinga – 2017) e lancei no fim do ano passado o EP Mussambê, dando continuidade ao projeto de realizar a trilogia rítmica em Natal, iniciada com o meu disco anterior. Não consigo ser tão atuante nas mídias sociais, por serem cada vez mais efêmeras, mas tenho uma página onde venho procurando reunir todas as informações acerca das minhas atividades artísticas (www.sitiodoesso.com.br)” diz ele com grande entusiasmo.

Perguntando sobre como foi a ideia de escrever esse livro, Esso é bem enfático. “Quase… reúne textos que escrevi para cantar na banda Os Quatro, onde cantei na década de 1990. Ele traz, portanto, uma série de letras que remete ao repertório que deu o tom na elaboração do trabalho do grupo, que buscava uma sonoridade própria e adotava textos que refletia sobre a condição humana, suas crises existenciais, as dificuldades de relacionamento entre os seres, a apatia e o tédio, a depressão etc. Então o livro faz um passeio por esses universos sombrios, que cada um em algum momento acaba conhecendo durante a vida” destaca.

Ele ainda aborda detalhes para deixar o leitor com gostinho de curiosidades.”Esses versos abordam, claro, minha vida como ponto de partida, meu olhar às vezes desesperançado sobre o mundo, e está carregado de todas as questões que tematizaram minha experiência ao longo desse tempo, seja como compositor ou como um típico estudante de filosofia, que eu cursei à época, entrando em parafusos emocionais que resvalavam para a angústia, transformada na energia criativa que resultou nesse trabalho” acrescenta.

Como surgiu a essa ideia de reunião de memórias, ele diz”Essas letras haviam sido reunidas há muito tempo, antes mesmo da banda findar, com a finalidade de serem publicadas, mas eu não tinha conseguido as condições pra isso. E recentemente, graças ao subsídio da Lei Aldir Blanc recebido pelos artistas durante a pandemia, consegui mandar o material para a gráfica”.

Como adquirir o livro

Mas a pergunta que não quer calar? Como adquirir o livro?

Esso responde: “Este ano, nesse segundo semestre, estou priorizando o lançamento de Quase…, que faço quase sempre acompanhado de uma pequena apresentação musical acústica ao violão, com algumas das letras contidas no exemplar.Em setembro irei participar no dia 10 da 2ª FLIBECO, que é a Feira Literária do Beco da Lama, no centro histórico de Natal, e no dia 18 farei um evento especial, no Porão das Artes, em Pium, para o lançamento do livro lá na comunidade, onde inclusive alguns dos poemas foram escritos.Quem quiser adquiri-lo poderá ir a esses eventos ou encontrá-lo na Livraria da UFRN, que fica no Centro de Convivência do campus da federal, e também no Seburubu, na Cidade Alta” conclui Esso Alencar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.