Assembleia Legislativa do RN renova 37% dos deputados

Dos 24 deputados estaduais eleitos em 2022 no Rio Grande do Norte, 15 foram reeleitos, levando em conta candidatos vencedores em 2018. Os novos parlamentares conquistaram apenas nove vagas, representando uma renovação de 37% do parlamento potiguar.A Federação PSDB/CIDADANIA é a que possui a maior bancada, elegendo nove deputados estaduais neste pleito.

Logo em seguida, aparece a Federação Brasil Esperança, formada pelo PT/PV/PC do B, com seis parlamentares. Na sequência, o Partido Liberal figura com quatro eleitos. União Brasil e Solidariedade elegeram dois deputados cada.

O PL é a sigla que apresenta o maior salto. Subindo de um deputado eleito, no pleito anterior, para quatro no atual. O grande destaque do partido é o ex-policial militar Wendel Fagner Cortez de Almeida, de 45 anos, que foi o deputado estadual mais votado do Rio Grande do Norte, com 88.625 votos.

Dos eleitos em 2018, quatro não concorreram este ano – Allyson Bezerra (SD), Kelps Lima (SD), Sandro Pimentel (PSOL), Souza (PSB) – e outros cinco não conseguiram a reeleição – Vivaldo Costa (PV), Albert Dickson (PSDB), Raimundo Fernandes (PSDB), Getulio Rêgo (PSDB) e Ubaldo Fernandes (PSDB). Subtenente Eliabe (SD), que era suplente de Allyson, também não se reelegeu.

Mudanças

Com 100% das urnas apuradas no RN, ainda pode ocorrer uma mudança em uma das vagas para a Assembleia Legislativa do Estado.

O ex-prefeito de Governador Dix-sept Rosado, médico Anax Vale (União Brasil), que teve 16.821 votos, está sub judice e aguarda decisão da Justiça Eleitoral para ter a confirmação do seu resultado nas urnas.

Caso sua candidatura a deputado estadual seja negada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN), o União Brasil pode perder a segunda vaga conquistada e abrirá espaço para outro partido ou federação conseguir ocupar uma cadeira na Assembleia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *