CULTURADESTAQUESTV JE

Galvão Filho faz show no Arretado em Parnamirim, nesta quarta-feira 11 de outubro

ATRAÇÕES: A grande noite da boa música vai contar também com Ivando Monte, Sérgio Luiz, Aline Souza e convidados.

A experiência do Arretado Bar & Petiscaria não fica só no paladar e no ambiente agradável. Para os ouvidos, o melhor da MPB, Bossa Nova, Pop Rock, Sertanejo e Forró Pé de Serra, com artistas que dão um show nas apresentações, também está no menu oferecido aos clientes que frequentam o espaço em Parnamirim.

Nesta quarta-feira, 11, véspera do feriado da Padroeira do Brasil (Nossa Senhora Aparecida), o espaço abre suas portas na Rua Edson Luiz de Siqueira, no bairro Cohabinal, não só para um, mas para vários nomes importantes da música regional Potiguar.

Galvão Filho vai cantar suas composições e também de grandes nomes como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Chico César, Geraldo Azevedo, Dorgival Dantas, Nando Cordel, Xangai e o cantor pernambucano Maciel Melo.

Ivando Monte, Sérgio Luiz, Aline Souza são as outras atrações desta noite brilhante da música popular nordestina. Porém o público terá mais surpresas oferecidas pela casa que abre as suas portas a partir das 18h. Informações (84) 3272-3078 @arretadooficial

GALVÃO FILHO PRA VALER!

Com mais de 40 anos de carreira, o multi artista @galvãofilhocantor se tornou uma das maiores referências da música não só no Rio Grande do Norte, mas no Nordeste brasileiro. De voz e timbre únicos, Galvão é cantor, compositor e percussionista.

Nasceu em uma família de músicos, seus irmãos Babal e Eri Galvão, são cantores e compositores respeitados. Começou a tocar pandeiro ainda criança quando ganhou um instrumento de presente da mãe.

SAIBA MAIS DE GALVÃO FILHO

Como percussionista enveredou pela pesquisa de ritmos naturais de seu estado natal. Em fins da década de 1970 e início da década seguinte fez parte do grupo Bando de Natal. Atuou no Projeto Seis e Meia em companhia do cantor e compositor Xangai. Fez shows com João do Vale, Marinês e sua gente e Cascabulho, entre outros. A partir de 1975 dedicou-se à percussão e à pesquisa de ritmos e manifestações folclóricas. Participou de diversos eventos culturais em vários estados como Ceará, Paraíba e Bahia. Foi integrante do grupo Bando de Natal nos anos 1970 e 1980. Suas composições foram gravadas por Babal, Sueldo, Banda Mandacaru, entre outros. Fez shows ao lado de artistas expressivos da MPB: João do Vale, Marinês e sua Gente e Julinho do Acordeom, Xangai, Zeca Baleiro, Cascabulho e Zé Ramalho.

Em 1985 abriu o Projeto Noites Potiguares. Entre seus intérpretes está Alcimar Monteiro, que incluiu no CD “O maior forró do mundo”, sua composição “A Energia dos Cristais”. Em 1999 apresentou-se no programa “Bem Brasil”, transmitido ao vivo para todo Brasil, ao lado de Chico César e Rita Ribeiro. No mesmo ano lançou seu primeiro CD, “Na palma da minha mão”, de maneira independente, com destaque para a música título, de sua autoria e “Raízes” e “Regue quetere”, parcerias com Enoch Domingos. Neste disco contou com as participações especiais de Xangai e Cátia de França.

Neste mesmo ano participou do programa Bem Brasil Especial, da TV Cultura, como parte das comemorações do 4º Centenário de Natal, ao lado de Chico César e Rita Ribeiro. No ano de 2000, ao lado de Elba Ramalho, Lenine, Xangai, Dominguinhos, Fagner, Tetê Espíndola, Ná Ozzetti, Marinês, Silvério Pessoa e Daúde, participou do CD “O Canto do Seridó”, de Elino Julião, disco no qual interpretou a faixa “Na minha rede não”, de autoria do homenageado, o compositor potiguar Elino Julião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *